Invisible Man

INVISIBLE MAN -2020
Invisible man... Invisible man... Invisible man...
Sou um homem invisível...
Estoy acá... estoy acá..
No dramas! Everything is all right!

Sou um homem invisível...
Os teus olhos me atravessam.
Pupilas cinzas... Iris gris...
Na multidão não: não sou mais um.
Sou o medo sem razão que alimenta a tua prisão.

Invisible man... Invisible man... Invisible man...
Sou a sina da rotina que respiras dia a dia.
Não me vês e nem te vês: estás cego de paixão.
Plantei as flores mais lindas, só pra você nem ver.
Sou um homem invisível, se alguém quiser saber.
Os meus pés estão no ar, onde a vista não alcança...
Meu canto é para os bichos, para os anjos e as crianças:
Ninguém mais pode me ver.
Já me disse uma amiga numa manhã de um certo dia:
A frequência é o que manda: quase ninguém consegue te ver...
Só os pequenos, os puros de coração e sem veneno...
Quando a cobra me deu bom dia, percebi que não sou daqui.
Respondi na educação e com as calças na mão.
Pensei no meu irmão, na gente que deixei, que já fui visto e não sou lembrado....
Queria ter tido tempo pra me despedir,
Mas o mundo mesmo é que se foi antes que eu pudesse partir.

Tudo pássaro, tudo passará!
Tudo pássara, tudo passará...
Danço por aí, por entre vultos de zumbis,
Que passam a noite entorpecidos, com prazeres e regalos que um vinho pode dar.
E na solidão de seus encontros buscam a paz que não podem encontrar.
E eu aqui, tentando ajudar, patinando no mesmo lugar, vendo a gente se estrepar e bombar, bombar, bombar...
Aparece uma criança e agarra minha mão, partindo sem piedade, o gelo do meu coração.
As estrelas começaram a chegar, iluminando tudo ao meu redor.... nos olhos da menina vi o amor que procurava.... vi dentro de mim uma cachoeira encantada jorrando água cristalina, que ofuscava os olhos das pessoas.... num instante, voei e vi minhas células, meus átomos... e já não era eu....

E assim virei estrela, para iluminar a tua casa, a tua vida, ser uma vela que quase não se vê, que um dia foi um homem, mas que hoje ninguém vê....

Comentários